POLÍTICA | POLÍTICA ATUAL

Wellington diz que Flávio Dino está com ‘medo da Polícia Federal’
Segundo o deputado, governador liberou mais de 50 mil testes de detecção da Covid-19 para o interior do Maranhão somente após pedido de investigação




Foto Reprodução da Web

O deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) declarou, nessa quarta-feira 10, que o governador Flávio Dino (PCdoB) só liberou mais de 50 mil testes para detecção da Covid-19 para prefeituras do interior maranhense por medo da Polícia Federal.



Segundo o parlamentar, a distribuição ocorreu em razão dele haver pedido à PF a instauração de inquérito para apurar a falta de transparência da SES (Secretaria de Estado da Saúde) sobre os testes recebidos do governo de Jair Bolsonaro (sem partido).



“Ao que parece, as coisas no Maranhão só funcionam mesmo sob pressão. Só por medo da Polícia Federal que governo Dino libera mais 50 mil testes para o interior. Por que não fez isso antes? Afinal, o Governo Federal encaminhou os testes há tempos. Por que esperar tanto tempo? Estariam com medo de serem descobertos e somente agora, após operação da Polícia Federal, decidiram fazer o mínimo?”, questionou Wellington.



A operação a que o tucano se refere é a Cobiça Fatal, deflagrada pela Polícia Federal e CGU (Controladoria-Geral da União) na terça 9, que mirou empresários e a Semus (Secretaria Municipal de Saúde) de São Luís, sob a administração de Edivaldo Holanda Júnior (PDT) na prefeitura, por suposta fraude e superfaturamento na compra de máscaras cirúrgicas com dinheiro destinado para o enfrentamento ao novo coronavírus.



No bojo da investigação, durante diligências, a PF descobriu que um dos empresários alvo da força-tarefa tem contratos emergenciais com o governo Dino, com dispensa de licitação, exatamente para combate à pandemia.






COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



POLÍTICA   |  06/07/2020 - 20h





POLÍTICA   |  30/06/2020 - 07h


POLÍTICA   |  25/06/2020 - 12h